quinta-feira, 28 de maio de 2009

O merecido tratamento dado a Vargas Llosa. [Update]

Pin It
Nada a reclamar do tratamento dado a um dos "intelectuais" preferidos da direita, Mario Vargas Llosa.

A admoestação "não trate de assuntos políticos no país dos outros" foi o toque final e um aviso bem dado a quem adora acusar sem assumir as consequências e tem a cara de pau de querer ir à Venezuela achando que está tudo bem, tudo normal, que será bem vindo.

Llosa constantemente acusa a Venezuela e seu presidente, Chávez, de ser uma ditadura e um ditador, respectivamente. Esperar um tratamento de celebridade é cuspir na soberania do país.

Liberdade de expressão é algo maravilhoso, mas acusações caluniosas e que podem causar conflito, são outra coisa.

Escritor Mario Vargas Llosa passa duas horas detido em aeroporto na Venezuela

Publicada em 27/05/2009 às 19h18m

CARACAS - O famoso escritor peruano Mario Vargas Llosa foi detido por mais de uma hora por funcionários de migração do aeroporto internacional da Venezuela, nesta quarta-feira, ao chegar ao país para participar de um fórum de intelectuais promovido por uma organização privada de oposição ao governo.

Depois de deixar o aeroporto, o escritor contou a imprensa que foi "amavelmente" advertido por um funcionário da alfândega que lhe disse que "como estrangeiro não tinha direito de fazer declarações políticas" na Venezuela.

- Eu também com muita amabilidade respondi que estando na terra de (Simón) Bolívar o libertador da América do Sul, ninguém poderia colocar obstáculos ao livre pensamento, à livre expressão, e que ia falar com toda liberdade como sempre faço - disse.

O escritor teve, ainda, a bagagem revistada.

- Comprovaram que não trago nenhum contrabando ou material explosivo, nem subversivo, exceto alguns livros de poesia - acrescentou.

O episódio foi semelhante ao ocorrido com seu filho, o jornalista Alvaro Vargas Llosa, que na segunda-feira foi detido por duas horas antes de receber autorização para entrar no país após apresentar os documentos de identificação.

Durante o tempo em que ficou detido no setor de imigração do aeroporto, em Caracas, jornalistas puderam ver Mario Vargas Llosa sentado, aguardando a autorização para sair do aeroporto.

Vencedor de diversos prêmios literários como o Planeta, Rómulo Gallegos e Cervantes, Mario Vargas Llosa participará nos dias 28 e 29 de maio de encontro sobre liberdade e democracia, organizado pela instituição privada Centro de Divulgação do Conhecimento Econômico para a Liberdade (Cedice). Também estarão no evento o ex-presidente boliviano Jorge Quiroga, o ex-chanceler mexicano Jorge Castañeda, o mexicano Enrique Krauze e o colombiano Plinio Apuleyo Mendoza, entre outros intelectuais.

-------------------

Update:

"Venezuela vive em ditadura, acusa prefeito de Caracas"

Engraçado... Até onde eu sei, em uma ditadura, alguém com a "coragem" de dizer tal coisa seria, provavelmente, preso ou morto ("desaparecido", para ficar melhor).

Mas quem falou não foi qualquer um mas o prefeito ELEITO de Caracas. Oras, uma ditadura onde um prefeito OPOSITOR foi ELEITO? Só mesmo na Venezuela!

"A Venezuela está "vivendo em uma ditadura", já que todos os poderes estaduais são "controlados" pelo Executivo do presidente venezuelano, Hugo Chávez, afirmou nesta quinta-feira à Agência Efe o prefeito metropolitano de Caracas, o opositor Antonio Ledezma.

"Aqui, temos um Parlamento e um Poder Judiciário controlados totalmente pelo presidente Chávez, portanto estamos vivendo em uma ditadura", acusou o prefeito da capital venezuelana."

Vejamos, o Parlamento é controlado por Chavistas porque... o POVO votou em candidatos Chavistas! Que grande ditadura! O povo votou, decidiu, escolheu seus representantes mas, como não são da direita - que por outro lado dominou o país por décadas, mas não chamavam de ditadura -, são parte de uma conspiração ditatorial!

O Judiciário é como no Brasil, os juízes supremos são indicados pelo Presidente, assim como nos EUA e em vários outros países... São todos "Ditaduras"?

Aliás, retomo, o prefeito opositor ELEITO fala em ditadura? Então como ele foi democraticamente alçado ao posto de prefeito?

"Ledezma fez as declarações pouco após participar da abertura do fórum Encontro Internacional Democracia e Liberdade, que reúne intelectuais e políticos latino-americanos como Jorge Quiroga, ex-presidente da Bolívia, o escritor peruano Mario Vargas Llosa e o ex-chanceler mexicano Jorge Castañeda."

Uma ditadura que permite um fórum direitista e opositor? Declarações livres, liberdade de expressão....

"Estamos a caminho de nos convertemos na segunda Cuba (...). Chávez não escondeu, sendo Cuba o mar da felicidade e Fidel Castro, seu paradigma", afirmou Ledezma no hotel em Caracas onde acontece o fórum organizado pelo Centro de Divulgação do Conhecimento Econômico para a Liberdade (Cedice), que termina amanhã.

Oras, é crime admirar Castro e Cuba? Mesmo depois de embargos, invasões e tentativas de assassinar Castro, Cuba continua lá. Aliás, tentativas de assassinat opatrocinadas pelos EUA, nação-ídolo da direita Venezuelana... Direita falar em ditadura é uma coisa tão engraçada, especialmente quando sua vedete patrocinou TODAS as ditaduras das Américas nos anos 60, 70 e 80.... Mas estes adoravam esse período de "liberdade e democracia".

"Além disso, o prefeito falou sobre o incidente com Vargas Llosa, que ficou retido durante 90 minutos na quarta ao chegar ao aeroporto de Caracas, e advertido de que, segundo disse, poderia ser expulso do país se fizesse declarações sobre a política venezuelana.

"Este é um governo intolerante, incapaz de tolerar a dissidência e que criminaliza a oposição (...). Este é um fórum onde se debatem ideias e Vargas Llosa é um homem de ideias", disse.

Ledezma venceu as eleições regionais e municipais de novembro, mas denunciou que recentes decretos presidenciais, como a criação de um novo organismo de Caracas nomeado diretamente por Chávez, tentam diminuir as competências da Prefeitura da capital."

Vargas Llosa chama Chávez de Ditador, esculhamba a Venezuela e espera ser tratado como herói.... qualquer pessoa é passível de expulsão caso ameace a soberania de um país ao fazer críticas desmedidas à ele. Um agitador pseudo-intelectual é um verdadeiro perigo mas, ainda assim, participa do fórum golpista e discursa livremente.

No mais, o parágrafo final retoma pela milésima vez o que já disse, o "homem-ditadura" foi ELEITO. Como pode, não?





------
Comentários
1 Comentários

1 comentários:

AF STURT disse...

Seja a ser ridiculo essas declarações da direita sul americana,apoiada pelos EUA e pela midia "golpista" do continente.
o pior de tudo isso é que uma parte da população, alienados porque querem ou por são alienados e não tem culpa disso,acreditam cegamente nisso.

Postar um comentário