sábado, 15 de agosto de 2009

Caso Globo versus Record: A Imparcialidade

Pin It
Aliás, analisando especificamente a última afirmação do post anterior, a da suposta tentativa da Record de ser imparcial, uma incorreção gritante, imparcialidade na mídia nacional? Falácia das mais dolorosas. Tentar ser imparcial, para a mídia tradicional tupiniquim, é o mesmo que pedir à IURD para tentar ser honesta.
A Rede Record é a TV que mais cresce no Brasil, e a cada dia ganha novos telespectadores. Seus programas (sinceramente não gosto), mas sobretudo os jornalísticos, são indiscutivelmente melhores que os da TV Globo, um fato que incomoda bastante (tanto a Globo quanto o jornal da “ditabranda” Folha de São Paulo), porque convenhamos, perder audiência significa perder grana e poder, o poder de eleger seus políticos escabrosos.
Querer reduzir toda a questão à uma guerra entre emissoras é um erro grotesco. A questão é a corrupção da IURD e do chefe da máfia, Edir Macedo. O colega anda fala como se a Globo e a Folha fossem as únicas responsáveis pelos políticos de pior espécie. Para não me estender eu cito apenas uma das crias da Record: Crivella.
É um argumento falso a de que a Record é boazinha e a Globo é o demônio. Nenhuma das duas presta. Esta dicotomia falsa que os petistas vem criando, este negócio de "está comigo é bom, está contra mim é o diabo" não serve à ninguém, apenas torna muito mais complicado o quadro geral da política brasileira. Esta divisão entre mocinhos e bandidos, onde ambos são bandidos apenas prejudica ao povo como um todo que fica num fogo cruzado sendo forçado a tomar partido sob pena de ser crucificado.
Desta forma a TV Globo ataca, mais uma vez, direta e indiretamente, toda comunidade evangélica do Brasil e do mundo, Lula e o PT, mas tenho certeza que o troco virá. Aguardem!.
Por fim, este talvez tenha sido um dos comentários mais lamentáveis.


Em primeiro lugar, a mera existência da Igreja Universal do Reino d Deus, uma igreja caça-niquel, já é uma ofensa aos evangélicos de verdade, aos protestantes tradicionais. Na verdade é uma ofensa a qualquer um que tenha uma religião e que considere este um valor importante.

A "teologia da prosperidade" pregada pela IURD e outras igrejas caça-níqueis, que vem surgindo no Brasil e EUA e se espalhando pelo mundo, é uma piada sem tamanho, uma forma de roubar dos mais pobres, dos mais impressionáveis, com o objetivo de enriquecer a um grupo mafioso que usa o nome de Deus para seus propósitos.
É sempre bom lembrar que toda esta novela começou por uma investigação da justiça brasileira, não foi invenção da Globo! A idéia de que tudo não passa de um factóida global esbarra na mera observação dos fatos, não foi a Globo quem inventou a investigação nem as evidência,s tampouco foi a Globo quem acusou e está processando a IURD/Edir Macedo - e não a Record, vejam bem.

A Globo está se capitalizando com tudo isto? Claro, mas a Record e qualquer outra rede fariam o mesmo se tivessem a oportunidade.

Falho em compreender, porém, onde entra Lula e o PT na história. A IURD é uma máfia, todos sabem disso, denunciar suas ações é necessário e uma obrigação e envergonhados deveriam ficar os evangélicos por exsitir a IURD e envergonhado deveria ficar o PT e os petistas se realmente precisam da Record para sobreviverem.


Defender a Igreja Universal e Edir Macedo sob a desculpa da governabilidade é o mais fundo em um poço que alguém/um governo pode chegar.

Só rindo mesmo.

--------------------------------
Apenas um adendo, o "Pastor" Silas Malafaia resolveu capitalizar em cima da Universal. O Podre falando do emporcalhado.


--------------------------------
------
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

André HP disse...

Ótima continuação do post, Rafael.
A imparcialidade, íntrinseca a objetividade, faz parte da mitologia do jornalismo a tempos. Pelo simples motivo do jornalista codificar a mensagem pela linguagem verbal, a qual é subjetiva e pouco lógica. Mas ainda assim os veículos usam como álibi o discurso estratégico de que estão sendo objetivos, por isso veiculam a verdade.

Só uma posição, eu acho que a Record é, sim, mais imparcial que a Rede Globo. O jornalismo da Record é bom perto dos outros brasileiros. Fato. Não digo como telespectador, pois não assisto, mas como estudande de jornalismo que já ponderou elementos jornalisticos presentes na emissora.

Sobre a IURD é a maior bobagem que existe no ocidente. Maior ainda que o teísmo.

Forte Abraço!

Hugo Albuquerque disse...

Tsavkko,

O Idelber, certa vez, citou um negócio interessante que o Heidegger disse: "A linguagem é a morada do ser", logo não pode haver linguagem neutra - Sartre vai mais ou menos no mesma direção assim como parte considerável da Filosofia contemporânea.

Essa pretensão de neutralidade, no entanto, é um dos sofismas sobre os quais o liberalismo se assenta e Não está presente apenas no Jornalismo burguês como do Direito burguês também.

Nisso tudo, a Globo pegou na veia d a TV Record: Como ela é financiada, mas depois a Record explicou como a Globo ganhou e manteve a sua concessão pública. Uma boa solução seria cassar ambas em cima dessas denúncias.

P.S.: Engraçado, o Pastor Malafaia tava com um discursinho bonito, mas já na metade do vídeo entregou o motivo de não estar junto da Record agora...a IURD tá inflacionando o mercado do tele-evangelismo...onde nós chegamos...

AF STURT disse...

No outro dia, apareceu notas do pastor Malafais envolvido em corrupção.
Sobre globo e record ,a globo quando adotou o sensacionalismo no caso, sabia que viria respota da record sobre a questão e então será que é só desmoralizar a record e denunciar banditos?Será que não tem mais coisa por trás???????????????????

Hugo Albuquerque disse...

AF STURT,

É a boa e velha luta pela hegemônia...

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Andre: eis que você conseguiu responder, haha! Bem, primeiro agradeço, agora esclareço.

Eu não vejo o jornal da record o suficiente para poder afirmar se é ou não "mais imparcial" o que quer que isto seja.

Mas, de qualquer forma, este não é um argumento válido. Não cabe na discussão quem é mais imparcial ou não, se isso existir.

A questão é que interesses estão por trás desta "imparcialidade"

Como bem colocou o Hugo no comentário do post anterior, o PL foi base do Lula, hj PR, e o PL é (era) casa da IURD, logo, a suposta imparcialidade da Record nada tem a ver com suas boas intenções e sim pelo fato de ter ligação e de ser beneficiada pelo atual governo.

Interesses frente à imparcialidade. Este é o PIG

Hugo: Assino embaixo, num país decente as acusações de ambas seria suficientes para o fechamento imediato de ambas. MAs, aqui é o Brasil, terra do Malafaia.

AF: Alguma dúvida de que pastor neopentecostal é bandido?

Algo mais por trás é possível até msm porque a Globo dificilmente terá prejuízos com o caso, a "justiça" não fará nada e ninguém vai deixar de assistir mas já para a Record talvez a coisa saia mais caro. Ela está sendo investigada (via IURD) e tem tudo a perder. Fora que talvez pessoas com mais intelecto caiam na real e notem que uma TV financiada por uma igreja corrupta não é bem uma escolha inteligente.

Postar um comentário