sábado, 19 de junho de 2010

Plínio de Arruda Sampaio no Roda Viva! Apoie esta idéia!

Pin It
ASSINE!


O que a TV cultura - comandada pelo Tucanato - teme? Porque Plínio de Arruda sampaio não pode ir ao programa apresentar suas propostas, apresentar sua visão de Brasil, um Brasil Socialista?

A quem serve a - falsa - polarização entre PT e PSDB com Marina Silva à reboque fazendo figuração para o Tucanato?



Plínio tem um projeto. É uma alternativa à mesmice. Vem com um programa Socialista, diferente, ligado à uma profunda transformação da sociedade e tem por base os anseios dos Movimentos Sociais. Não se pauta em alianças espúrias nem em idéias toscas e plebiscitárias.

O PSOL conta com uma larga base social pelo país, possui representação em nível federal e penetração.

Plinio não está pedindo esmola, um espacinho, e sim que se respeite a Democracia e que se dê igual espaço para um homem com histórico de forte militância política, com uma imensa base social, com projeto e com um programa para o país.

De onde vem o medo tão arraigado no Tucanato? Todos sabem que o objetivo do Plínio é apresentar propostas inovadoras, é ampliar o debate, é forçar um debate democrático, amplo e franco. É disso que o DemoTucanato tem pavor. Não quer ser confrontado com quem tem a honestidade necessária para colocar o dedo na cara sem medo do que possa surgir. Me perdoem o termo chulo, mas "quem tem cu, tem medo".
Onde está a democracia?

Só com o apoio de todos poderemos pressionar o DemoTucanato e levar Plínio ao Roda Viva, da mesma forma que precisamos pressionar pela sua presença nos debates! Sobre os debates, aliá,s dos 13 candidatos, 7 tem o direito de aparecerem, mas as redes de TV querem, novamente, fingir uma polarização e excluir o Plínio! Não podemos permitir!

Diz Fernando Rodrigues:
A eleição presidencial neste ano terá 13 candidatos. Entre eles, há 7 que precisam ser, obrigatoriamente, convidados para os debates em rádio e TV. São aqueles cujos partidos elegeram deputados federais na última eleição (em 2006) e continuam com representantes na Câmara. Ei-los: PT, PSDB, PV, PTC, PSOL, PT do B e PHS.

Por desfrutarem desse status (ter deputados eleitos em 2006 e ainda estarem representados na Câmara), esses 7 partidos têm participação assegurada em debates eleitorais em rádio e em TV. Trata-se de um dispositivo da Lei 9.504, que normatiza as eleições. Essa restrições impostas à TV e ao rádio não valem para a internet, como explicado no post abaixo.

Eis a lista completa dos 13 candidatos que disputam a eleição deste ano (aqui, um post com a descrição de alguns nanicos) e os debates anunciados (nem todos confirmados) por emissoras de TV:

Mais absurdos, mais hipocrisia e nenhuma democracia.

No Terra:
O pré-candidato à presidência da República pelo Psol, Plínio de Arruda Sampaio, denunciou nesta quarta-feira (16), através de seu Twitter, que "tucanos da TV Cultura" estão impedindo que João Sayad, presidente da Fundação Padre Anchieta - que controla a emissora - e ex-secretário de Cultura do Estado de São Paulo, o convide a participar do programa Roda Viva.
"Serra, os tucanos da TV Cultura estão impedindo o Sayad de me convidar para o Roda Viva. Você acha isso democrático?", escreveu o socialista em mensagem enviada diretamente ao candidato do PSDB à presidência, que não se manifestou sobre o assunto.
A TV Cultura, bem como a Fundação Padre Anchieta, é mantida pelo governo do Estado de São Paulo e alcança 45 milhões de brasileiros por meio da TV, afiliadas e parabólicas. Seu conselho gestor é formado por nomes ligados diretamente à administração tucana, antes com José Serra e agora com Alberto Goldman, no Palácio dos Bandeirantes.
"O João Sayad, muito pesaroso, me disse que não apareço nas pesquisas. Este é um critério democrático? Agradeço aos que se juntaram a mim para exigir convite para o Roda Viva. Não estamos pedindo favor. Debate democrático é obrigação das TVs", finalizou Plínio.
A assessoria de imprensa da Cultura informou que, por um critério adotado pela direção do Roda Viva, apenas os candidatos mais bem colocados nas pesquisas seriam convidados a participar do programa. Para os demais candidatos, a emissora informa que foi criado o De olho no voto, no qual a participação de Plínio está agendada para esta quarta.

Segundo a TV Cultura, apenas os candidatos mais bem colocados são convidados ao Roda Viva... Oras, e o que é ser "mais bem colocado"? entre Marina e Serra, o segundo colocado, lá se vão mais de 20%. Estaria ela bem colocada? Claro, afinal, adotou o discurso EcoCapitalista e se aproxima cada vez mais das bandeiras (sic) DemoTucanas. Logo, serve aos propósitos da chefia. Tira votos do PT com uma bandeira totalmente diversa.


Precisamos de todo apóio para garantir a presença do Plínio no Roda Viva e também nos debates! Mande tuítes para @rodaviva e mensagens para o Ombudsman da TV Cultura e vamos garantir que a democracia seja respeitada!


------
Comentários
5 Comentários

5 comentários:

robb disse...

Totalmente a favor que o Plínio que é um socialista histórico, tem base intelectual e militância séria e realmente crê naquilo que prega tenha o direito de ser entrevistado no Roda Viva.

O problema maior da esquerda é que ela sempre falou com um discurso para poucos. Um discurso que tenta converter os já convertidos.

O próprio PT só atingiu o tamanho que tem hoje porque desde o começo deixou de lado delírios socialistas e partiu pra coisas mais comezinhas: aumento de salário e assegurar alguns direitos básicos e não muito mais qe isso.

O PSOL que representa a esquerda que quer implantar um economia socialista num mundo globalizado economicamente está com um discurso meio anacrônico.

Qual seria a questão: isolar o Brasil do resto do mundo economicamente?

Enfim, alguém crê que é possível no estágio do Brasil em que até os mínimos direitos sociais que o Lula buscou assegurar causaram tantas reações histéricas de parte da imprensa e dos interesses que ela representa?

Alguém imagina que um governo que acabe com a farra dos juros, a farra do Itaú, do Bradesco, da Vale vendendo "literalmente" o Brasil a preço de banana na forma de minério bruto não ocasionaria um golpe "legal" contra ele na mais que remota hipótese de ele ser eleito?

Vale a pena querer colocar a carrroça adiante dos bois agora em que bem ou mal a renda começa a ser distribuída e dar espaço à reação com programas radicais que não têm a menor chance de ser realizados porque muitos seriam barrados de cara no judiciário?

AF STURT disse...

O que não podemos é ficar com ideia de utopia eterna.É hora de encarar.De ter lutas de classes.
Não podemos ficar reagindo as coisas que os reacinários fazem ou pesam.É hora de radicalizar ,pelo menos tentar.Lenin e Mao jamais tiveram medo.Porém se não teve sucesso é outra coisa.
O exemplo do chile está ai.E o plinio fala-se em um projeto futuro ,não para agora.Quais serão as consequencias da crise do capital ,se a caso ela for combatida pelo carater socialista?Não sabemos.E uma grande oportunidade para tentar nos livar da ditadura do mercado e do capital.
E só mais uma coisa o progama do psol até é bem reformista em realção as ideias do socialismo.Diria que o discurso dos três canditados mais forte,com diferenças,que não diz nada de novo ,apenas o que temos hoje.
Sendo que dois deles (oposição) nem sabe o que o diz...

Todo meu apoio a democracia aberta no Brasil!

Marcelo Delfino disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Marcelo Delfino disse...

Democracia deve ser para todos. Da esquerda à direita. Ou não existe. Por isso pedi a inclusão de todos os nomes representados no Congresso Nacional. Além do Plínio, pedi Ciro Moura (PTC), Mario de Oliveira (PT do B) e Oscar Silva (PHS). Se bem que o tal de Mario já disse que quer a privatização das universidades públicas. Mas, como eu disse, democracia deve ser para todos. Ou não existe.

André Raboni disse...

Boa.

Postar um comentário