segunda-feira, 26 de abril de 2010

José Serra odeia nordestinos? Vai governar o Brasil com ajuda do Noblat?

Pin It
Vejam a seguinte frase:
"Eu estava na escola pública e convivia com eles numa total normalidade”.
"Eles" são os nordestinos.

Uma categoria à parte, quase estrangeiros. Não são iguais aos demais brasileiros, mas aqueles de fora. Aqueles com os quais convivemos, já que não há outra opção.

Talvez de cultura diferente? Língua diferente? Algum costume muito diferente da dos demais brasileiros? Afinal, nordestino não deve ser brasileiro.

Fosse dita por qualquer um, a repercussão teria sido imensa. Imaginem se a frase fosse da Dilma! Acabaria ali - para o PIG - a candidatura. Mas foi do Serra, isto mesmo, do José "eu quero ser presidente" Serra.


A infeliz e preconceituosa frase foi dita por José Serra em Natal, Rio Grande do Norte em 22 de abril. A mídia fingiu-se de surda. Na verdade finge-se sempre de surda quando o assunto é esconder as calhordices de seus aliados.

A frase demonstra um homem preconceituoso que quer ser presidente do Brasil. Mas de que Brasil? O Brasil "branco e limpo" do sul/sudeste? O norte vai junto só pela amazônia, afinal, é rica em recursos e os índios podem simplesmente ser ignorados - como é o costume.

Serra tenta posar de bonzinho, de contemporizador, quer ser um Lula! Afinal, ele convivia bem com "eles", não tinha problemas em conviver igualmente com "eles". Ou melhor, conviver igualmente com os nordestinos de sua classe. Os demais deveriam apenas retornar, deixar a cidade em paz, como bem denunciaram suas políticas enquanto governador.

Será que Serra desaprendeu a conviver com "eles"?

Não sei o que mais surpreende, se o silêncio midiático ou a frase em si. A cara-de-pau, o desrespeito e a falta de noção de um homem que quer governar o BRASIL demonstrando tamanho preconceito contra os nordestinos.

Nós somos apenas "eles", os alienígenas, os retirantes, os incômodos, os iletrados e ignorantes que invadimos São Paulo, a magnífica capital econômica do país e insistimos em viver de forma digna.

Não aceitando sermos empurrados para a miséria ou para os extremos (da cidade) nas políticas corriqueiras de limpeza patrocinadas por Serra e seu Poste, Kassab, é um crime capital, punido com violência extrema e com a genérica designação de "eles", de "outros".

Este é o homem que quer governar o Brasil... Mas sem a sujeira nordestina, que fique claro!

Agora vejam esta pérola da tropa de choque Serrista:
Censurem Dilma!

Atenção, companheiros: tirem Dilma rapidinho do ar.
No lançamento, hoje, em São Paulo, da candidatura do companheiro Aloizio Mercadante ao governo, vejam só o que ela disse e repetiu:
- Nós achamos que é possível e é necessário fazer muito mais.
- [A vitória do PT em São Paulo] vai permitir que nós aqui façamos mais.
Dilma fez propaganda de quem? De quem?
Daquele que não dizemos o nome para não valorizá-lo, vocês sabem...
Tudo bem que o Nosso Maior Companheiro tenha tomado algumas das principais bandeiras daqueles que quase levaram o país para o buraco.
Mas Ele (com '"E" maiúsculo, sim) pode. Tem uma larga folha de serviços prestados ao partido.
Dilma aderiu ao partido um dia desses. E pela primeira vez prova o gostinho de uma eleição.
Não pode dar uma de quinta coluna.
Apaguem o que ela disse em São Paulo.
Preconceito, censura.. Ricardo Noblat, cabo eleitoral de Serra em seu blog. Diz ele ter sido brincadeira, mas sabemos perfeitamente da verdade. "Ele", sabe bem o Noblat, é um dos máximos representantes dos "eles" que Serra diz ter convivido tão bem. dos "eles" e de todos os brasileiros, dos mais de 80% que o aprovam.

O desespero da direita é lamentável.
------
Comentários
9 Comentários

9 comentários:

eprac disse...

Este "eles" denota, mesmo, uma alusão à um ser alienígena, quem sabe leproso.
Para Serra, "eles", são os negros, a "massa" (que não é cheirosa), da qual convém manter uma distância segura? Pela qual se passa, prendendo a respiração, cumprimentando rapidamente? Com a qual se convive, 'numa boa', já que não tem outro jeito?

Doo disse...

Ai gente, que isso?

Até parece que o serra trataria mal seus governados digamos, sei la, inundando a casa deles e vendendo o terreno pra fazer condominio...

RobMaia disse...

O Serra - representante da elite preconceituosa - pode até tentar se passar por bom menino. Mas não tem jeito. E essa farsa não vai enganar a maioria dos eleitores. Valeu mesmo. Excelente postagem. Abraços.

Rhube Strange disse...

#AHAMCLAUDIASENTALÁ! ¬¬'

Na boa... pelamor!

Esse artigo sim é uma grande falta de noção.

Vejamos... "Eles, os nordestinos", "eles os cariocas", "eles, os mineiros", "eles, os gaúchos" e "eles os paulistas", e todos os outros "eles" que existem nesse país.
A frase foi sim muito bem empregada! Existem diferenças culturais gigantescas entre cada região desse país, diferenças essas que por vezes geram sim problemas e discussões. Conviver bem entre "eles" seja qual for o "eles" não é preconceito, apenas significa que se pode conviver bem respeitando as diferenças culturais de um povo diferente.

Sinceramente, deixem de ser tapados, "tapados" sim, essa é a palavra, e vejam o mundo com um olho um pouco mais analítico, e menos sensacionalista.

A lei garante igualdade de direito para todos, mas isso não quer dizer que nossos costumes e tradições são os mesmos, e negar isso, seria negar a identidade cultural de toda uma região.

Tenha uma boa tarde! ¬¬'

Jefferson disse...

isso não foi nada hoje 08/10/2010
em sua propaganda partidaria, ele disse que não buscaria apoio politico em paises em que a ditadura ou que joga pedra em suas mulheres, eu acho que ele devia respeitar a cultura das outras nações, pq anos e anos o PSDB só seguia os estados unidos e sempre ficava no buraco, hj com lula seguimos china, india, e paises do oriente médio e o brasil está crescendo pq não temos mais os sanguessugas norte americanos na nossa veia.

TG private blog disse...

Raphael,

Parabéns pelo blog, muito bem diagramado. Revela tua capacidade de lidar bem com as novas tecnologias de informação !
Pena que as idéias do blog acima sejam completamente distorcidas. Tudo bem que você seja petista apaixonado, mas daí a satanizar e promover o preconceito dessa forma, isso sim é lamentável !!!!!
Como nordestino morando no estado de São Paulo posso te afirmar que existe sim preconceito contra nordestino aqui ! Mas é o mesmo preconceito velado contra pobres, que é a tônica dessa parte rica do Brasil. É o mesmo preconceito que existe contra Brasileiros no 1o. mundo (lá não faz diferença se tu és Carioca, ou Paulistano quatrocentão, ou nascido em Quixeramobim, ou Pantaneiro !). O que importa é a tua conta bancária e o teu nível de educação !!!
Pois é, mas como eu tenho o privilégio de ter uma educação de nível mundial, esforço dispendido por longos anos, nunca tive problemas em ser aceito tanto no Sul maravilha, como no mundo desenvolvido.
Cuidado em se alistar ferrenhamente nas hostes do PT: você acredita que são mesmos todos idôneos e límpidos ? Voce tem certeza que o lula não sabia do que o dirceu, pallocci e demais estavam fazendo ? Você tem certeza que o lulinha é um excelente empresário que enriqueceu rapidamente após o paizão ter chegado a presidência ? Que a dilma não tinha a menor idéia nem a Erenice (amiga de anos)estava aprontando ?
Agora se você é adepto do "rouba mais faz", tá dando um cheque seu em branco para eles !
Aprenda a pensar tuas idéias, não as dos outros, assim você deixa de ser massa de manobra !
A não ser que você tenha interesses pessoais dentro do esquema do PT... Bom então, é outra história !!!

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Também sou nordestino. NAverdade carioca, mas tendo crescido em PErnambuco, sou tratado como nordestino em São Paulo

E Não sou petista, me alinho com eles agora, contra o DemoTucanato e o atraso que Serra representa.

Eu sou adepto do "Todos contra o DemoTucanato". Não quero meu país privatizado e entregue nas mãos do capital estrangeiro.

Henrique Lino Pacheco disse...

Eu fico imaginando qual seria a pergunta que dirigiram à ele...

"Serra você tem algo contra nordestinos?"
Desculpe, mas para mim vejo muita dificuldade de não dizer a palavra "eles", neste caso..

Se ele repetisse "nordestino" faria diferença?

Raphael Tsavkko Garcia disse...

Henrique: Faria diferença. E, uma resposta dada por alguém decente seria simplesmente a de denunciar a pergunta como preconceituosa, pois nordestino é brasileiro e não faz sentido uma pergunta naquele tom.

Postar um comentário